Lisboa

Direito à cidade

Mais cultura. A CDU em força no Bairro Alto

«Isto não é um ponto de chegada nem um ponto de partida, a CDU sempre teve e continuará a ter um trabalho contínuo junto das populações» – afirmou João Ferreira referindo-se à habitação, transportes, espaços verdes e de lazer e ao aumento da qualidade de vida dos lisboetas como problemas a serem abordados e solucionados.

Os candidatos da CDU aos órgãos autárquicos da cidade de Lisboa marcaram hoje, dia 27, a sua presença num encontro intitulado Direito à cidade, realizado na freguesia da Misericórdia, no Bairro Alto. Na iniciativa estiveram presentes João Ferreira, primeiro candidato à Câmara Municipal de Lisboa, Ana Margarida Carvalho primeira candidata à Assembleia Municipal, Luísa Rodrigues, primeira candidata à Junta de Freguesia da Misericórdia, Carlos Moura e Ana Jara, segundo e terceira candidatos à Câmara Municipal. Estiveram ainda presentes, para além de outros candidatos, Rita Rato, deputada do PCP, e Jerónimo de Sousa.

A iniciativa foi marcada pelas intervenções de João Ferreira e de Jerónimo de Sousa e pela presença de identidades socioculturais e intelectuais relevantes e quase meia centena de apoiantes da Coligação Democrática Unitária.

O cabeça-de-lista interveio em primeiro lugar, apresentado algumas das questões e problemas mais significativos abordados durante a sua campanha e afirmando o projecto da CDU como uma alternativa viável para a cidade de Lisboa.

«Isto não é um ponto de chegada nem um ponto de partida, a CDU sempre teve e continuará a ter um trabalho contínuo junto das populações» – afirmou João Ferreira referindo-se à habitação, transportes, espaços verdes e de lazer e ao aumento da qualidade de vida dos lisboetas como problemas a serem abordados e solucionados.

O primeiro candidato não deixou de lado a questão cultural, afirmando «o direito à cultura como um bem acessível a toda a gente».

«Na Câmara Municipal de Lisboa houve sempre uma voz que denunciou o que precisava de ser denunciado, sempre com um tom construtivo» – assegurou João Ferreira ao terminar a sua intervenção.

O Secretário-Geral do PCP tomou a palavra de seguida dirigindo-se aos apoiantes presentes com palavras de estímulo e agradecimento. Jerónimo de Sousa valorizou a soberania do povo e do poder de decisão no acto eleitoral, declarando a par disso que a CDU não descansará até à população decidir.

«Continua a haver espaço para avançar e para reforçar a CDU» – afirmou com convicção o dirigente comunista, finalizando a sua intervenção ao afirmar também – «Temos bons candidatos, um bom património de construção e um lema assente na honestidade, no trabalho e na competência. Temos um Projecto!».

Partilha

CDU - Coligação Democrática Unitária - PCP-PEV | Eleições Autárquicas 2017