João Ferreira em Palmela com gente de trabalho

Array

Depois do Montijo, a campanha eleitoral da CDU, para defender o povo e o País, prossegui para o concelho de Palmela. Os candidatos João Ferreira, Mariana Silva e Joraima Prado participaram num almoço com centenas de trabalhadores da Câmara Municipal, na Sociedade Filarmónica Palmelense «Loureiros». O momento contou com a participação, entre muitos outros, de Álvaro Amaro, presidentes da Câmara Municipal. Naquela sala, todos são «conhecedores de quem os defende da ditadura da défice» e dos «baixos salários, que bloqueiam a valorização das carreiras», salientou o autarca, denunciando os «efeitos perversos das políticas da União Europeia (UE), às quais a CDU tem procurado dar combate». «Se podemos contar com a CDU, também a CDU sabe que pode contar com os trabalhadores das autarquias e a população do concelho de Palmela», frisou.

João Ferreira reafirmou a importância do voto na CDU, já no próximo dia 26. O exemplo da redução do horário de trabalho para as 35 horas na Função Pública – que nunca deixou de ser naquele concelho – foi destacado. «Aqui em Palmela, a experiência é exemplar do caminho que temos que seguir se quisermos avançar na melhoria da qualidade de vida das pessoas e na resposta aos problemas do País», destacou, lembrando que quando o anterior governo, articulado com a UE, decidiu acabar com as 35 horas na Função Pública, em Palmela «juntaram-se duas coisas fundamentais: a luta dos trabalhadores» e a «acção institucional da CDU» que, a partir da autarquia, «permitiu que essa medida fosse mantida». Neste sentido, pediu uma «CDU mais forte» para «avançar» na melhoria e aumento dos salários. «O aumento dos salários é essencial para melhorar a vida dos trabalhadores, mas também para uma melhor distribuição dos rendimentos e para desenvolver o País, dinamizando a economia», reclamou.

Quase a terminar, lembrou: No boletim de voto não se enganem. O voto acertado é no último quadrado, na CDU.»

Partilha