Confiança nas ruas do Montijo por um Portugal desenvolvido

Ver Galeria
Contacto com a população do Montijo
Contacto com a população do Montijo
Contacto com a população do Montijo

A 13 dias das eleições para o Parlamento Europeu, os candidatos João Ferreira, Mariana Silva e Zoraima Prado conduziram, em força e com bastante determinação, a campanha eleitoral pelo distrito de Setúbal.

Acompanhados por apoiantes e activistas da CDU, mas também por eleitos e dirigentes do PCP e do PEV, começaram o périplo no concelho do Montijo. Na baixa da cidade, contactaram com comerciantes e população em geral, apresentando-lhes propostas para romper com a política – prosseguida por PS, PSD e CDS – que impede a resposta plena aos problemas do País. «A CDU avança, andar para trás não», foram palavras que ecoaram nas ruas, enquanto se apresentavam soluções, como apoio às pequenas e médias empresas, só possíveis com o reforço da CDU e do PCP. Histórias de lutas em grandes empresas do distrito de Setúbal, como na Lisnave, foram recordadas pelos habitantes, que também se queixaram dos baixos salários e pensões de reforma, assim como do aumento do custo de vida. Recentemente, o PCP defendeu o aumento do salário mínimo nacional para os 850 euros.
«Quantos mais deputados a CDU eleger melhor defendidos ficam os direitos do povo, mais o País pode avançar na resposta aos problemas nacionais», lê-se num documento da Coligação PCP-PEV.

João Ferreira destacou o facto de os preços das comunicações terem subido na última década 14 por cento, o que demonstra «a falsidade das promessas que nos fizeram se seguíssemos as receitas de liberalização da União Europeia e se entregássemos empresas e sectores estratégicos públicos a grandes empresas estrangeiras». Como exemplo, negativo, destacou a privatização dos CTT. Neste sentido, defendeu, é necessário «recuperar o controlo público sobre os sectores estratégicos e pô-los a funcionar ao serviço do desenvolvimento do País e ao serviço dos consumidores e das famílias».
Naquele concelho, a construção de um aeroporto na Base Aérea do Montijo, complementar ao de Lisboa e que muitos apelidam de «apeadeiro», é um bom exemplo do papel do Governo PS que, em sintonia com o PSD e o CDS, cedeu à chantagem da multinacional Vinci. Para a CDU, a única solução passa pela construção de um novo aeroporto no Campo de Tiro de Alcochete.

Partilha