Moura

Trabalho dá confiança à CDU no concelho de Moura

Avolumam-se os sinais de um crescente apoio à CDU e ao seu projecto, para servir os trabalhadores e as populações. No dia 26, Jerónimo de Sousa deslocou-se ao Alentejo, iniciando o seu périplo em Moura.

Este é hoje um concelho mais desenvolvido, onde se criou emprego, as actividades económicas expandiram-se, foram feitas obras, melhorou o bem estar das populações. Para este ambiente tem contribuído o projecto autárquico da CDU, sustentado por repetidas maiorias eleitorais, nomeadamente, ao longo das últimas duas décadas.

Na Praça Sacadura Cabral – salão de visitas e ponte de chegada e de partida – as esplanadas, coloridas, convidam ao convívio, mas também ao esclarecimento. Dali, o Secretario-geral do PCP – acompanhado por José Maria Pós-de-Mina, cabeça-de-lista da CDU à Câmara Municipal e Santiago Macias, actual presidente – a todos se dirigiu e todos quiseram dar a sua «força» à CDU.

Num documento de campanha, com o lema «Acção e diálogo», a Coligação PCP-PEV avança com prioridades: desenvolvimento social em torno da intervenção na área social, da valorização da educação e da promoção da cultura; a gestão do sector das águas, saneamento e resíduos como condição para prestar um melhor serviço às populações; a manutenção e reabilitação das infra-estruturas existentes, com destaque para os equipamentos e para as vias municipais; a diversificação da base económica concelhia como condição para a geração de emprego com direitos.

Quem decide é o povo

No final, junto ao Largo General Humberto Delgado, José Maria Pós-de-Mina – que já foi presidente daquela autarquia entre 1998 e 2013, conhecendo bem aquele concelho – afirmou que a presença de Jerónimo de Sousa «vem ainda dar mais ânimo» à «caminhada» que se iniciou em Maio. Sobre a campanha, avançou com três palavras: «alegria», «confiança» e «determinação». «Estamos certos e seguros que nós [CDU] vamos ser merecedores da confiança da população do concelho de Moura», afirmou, manifestando «uma confiança inabalável» no trabalho realizado.

Jerónimo de Sousa referiu, de igual forma, que «com um voto se ganha ou se perde». Referia-se ao facto de a CDU, nas últimas eleições autárquicas, naquele concelho, ter ganho com apenas 23 votos de diferença, ficando com quatro vereadores e o PS três. «Esta CDU, com o seu lema de “trabalho, honestidade e competência”, é a força que merece o voto de quem aqui trabalha e vive», sublinhou, lembrando: «nada está ganho, nem está perdido. Quem decide é o povo.» «O que nos falta em propaganda sobra-nos em vontade, em energia, para mobilizar, para ganhar mais gente para o voto», na CDU, concluiu.

Partilha

CDU - Coligação Democrática Unitária - PCP-PEV | Eleições Autárquicas 2017