Sines

A 1 de Outubro é dia de agir para mudar Sines

Sines é, dos quatro concelhos do Litoral Alentejano visitados hoje por Jerónimo de Sousa, o único que não é gerido por uma maioria CDU. Para Helder Guerreiro, as diferenças vêem-se em áreas como a limpeza urbana, o estado das vias e dos passeios, a qualidade dos espaços públicos e o respeito pelos trabalhadores das autarquias – que nos municípios de maioria CDU viram já recuperado o horário de 35 horas e estão prestes a terem de regresso os 25 dias de férias.

Sines é, dos quatro concelhos do Litoral Alentejano visitados hoje por Jerónimo de Sousa, o único que não é gerido por uma maioria CDU, com prejuízo para as populações. Para o primeiro candidato da CDU à Câmara Municipal, o actual vereador Helder Guerreiro, as diferenças entre Sines, por um lado, e Alcácer do Sal, Grândola e Santiago do Cacém, por outro, vêem-se em áreas como a limpeza urbana, o estado das vias e dos passeios, a qualidade dos espaços públicos e o respeito pelos trabalhadores das autarquias – que nos municípios de maioria CDU viram já recuperado o horário de 35 horas e estão prestes a terem de regresso os 25 dias de férias.

Do programa da CDU, adiantou o candidato aos activistas que deram corpo a uma vibrante acção de contacto com a população, constam propostas como a reabertura do Parque de Campismo, a cedência de terrenos aos jovens para construção da primeira habitação e a criação do Portal do Ambiente, pois os sineenses «têm direito a viver na sua terra com saúde». No folheto que se encontra em distribuição adianta-se propostas que revelam o atraso em que o concelho ainda se encontra na área ambiental: a coligação que une comunistas, ecologistas e independentes defende a «eliminação a prazo de todas as descargas de efluentes e esgotos municipais para o mar. Jerónimo de Sousa lembraria depois a «greve verde» de 1982, quando os pescadores e a população de Sines conseguiram travar as descargas de efluentes industriais para o mar.

Para além de Helder Guerreiro, que para além de vereador na Câmara Municipal de Sines é dirigente sindical, constam nas listas da CDU no concelho de Sines diversos operários e trabalhadores portuários e das diversas empresas de energia instaladas no grande parque industrial, comprovando a ligação da candidatura da coligação PCP-PEV ao mundo do trabalho e aos problemas concretos dos trabalhadores.

O Secretário-Geral do PCP revelou aos activistas presentes na acção o desabafo de uma comerciante, para quem «Sines tem estado parada». Para Jerónimo de Sousa, é precisamente na candidatura da CDU que está a esperança de uma nova dinâmica que recoloque Sines no rumo do desenvolvimento integrado e sustentado, para todos e em todas as áreas. É na CDU que está o projecto que se propõe a aproveitar os ricos recursos do concelho, o principal dos quais é a sua população.

Partilha

CDU - Coligação Democrática Unitária - PCP-PEV | Eleições Autárquicas 2017